OESA presente também nos projetos esportivos da cidade de Jaraguá do Sul

14 de novembro de 2014

O futsal sai de cena neste sába­do, dia 15, e a Arena Jaraguá passa a ser por alguns mo­mentos a casa do basquete. Mas quem entrará em quadra não serão nomes renomados da modalidade e sim futuras promessas, que estão sendo la­pidadas em um dos maiores projetos de formação da bola laranja no país, o ‘A Bola da Vez’.

Mantido atualmente pelas empre­sas WEG (75%) e OESA (25%), através de repasse pela Lei de Incentivo ao Es­porte, o projeto existe há 14 anos, aten­dendo de forma gratuita crianças de 6 a 14 anos, no contraturno escolar. “No início do programa, poucas escolas ti­nham uma estrutura adequada para a prática do basquete. O programa per­mitiu estruturar quase todas as esco­las do município”, festejou Airton Luiz Schiochet, o Ito, idealizador e gestor do projeto desde o seu início.

“O Bola da Vez tem revelado atle­tas. Não é o principal objetivo, mas sim uma decorrência natural. Muitas crian­ças que iniciaram conosco chegaram à seleções estaduais e algumas a nacio­nais”, relembrou Schiochet. Se no início o projeto atendia apenas quatro escolas, já chegou a 24 unidades de ensino. Hoje são quinze as escolas contempladas com os chamados ‘núcleos’, que aten­dem um total de 1,1 mil crianças.

“Nos vimos obrigados a diminuir para dar mais qualidade. É um projeto simples, mas requer comprometimen­to. E o bom profissional está cada vez mais difícil”, lamentou o coordenador, lembrando que mensalmente os pro­fessores são reunidos para reuniões de avaliação e aperfeiçoamento.

E neste contexto de formação, apa­rece a necessidade de colocar os atletas para vivenciar a prática da modalidade. A solução encontrada foi criar eventos como o streetball, o trioball e o Interpó­los. “A principal finalidade do Interpólos é proporcionar a prática do basquetebol”, reconheceu Schiochet. Para isso, os ôni­bus buscam as crianças em suas escolas e levam até a Arena, onde além de dispu­tar partidas de basquete, as crianças se divertem nas atividades elaboradas pela equipe de lazer do Sesi – outro parceiro do projeto, junto com a FME – e também se alimentam, tudo de forma gratuita.

O Interpólos sempre foi realizado no Colégio Marista, pela possibilidade de se fazer os jogos em três quadras simul­taneamente. Porém, neste ano uma das quadras está em reforma e o evento aca­bou sendo transferido para a Arena Jara­guá. “A aceitação das crianças foi grande. Quando se falou que o evento seria na Arena, virou uma festa. Por isso eu acre­dito que vá ser ainda melhor”, informou.

Para isso foi necessário recorrer a ou­tro parceiro, a Federação Catarinense de Basketball (FCB), que viabilizou a monta­gem das quadras cedendo quatro tabelas móveis. Elas irão atender aos jogos de três categorias: até 12 anos (em 4 contra 4, tabela baixa e meia quadra), até 14 anos (jogo oficial, em quadra inteira) e 15 anos (jogo oficial, em quadra inteira).

O evento inicia às 8h, com uma pau­sa às 10h, para a abertura oficial. Entre 11h30 e 13h será servido o almoço aos par­ticipantes, com previsão de encerramento dos jogos por volta das 18h. “Jaraguá do Sul é uma cidade privilegiada, por oportu­nizar às crianças a iniciação nas mais va­riadas modalidades esportivas”, concluiu Schiochet, lembrando também dos pro­jetos de iniciação realizados com sucesso pelo voleibol (Evoluir) e pela FME (PEC/Segundo Tempo).

 

FONTE: O CORREIO DO POVO – PAG 20 – 14/11/2014 – SEXTA FEIRA